Evolução do pensamento econômico latino-americano

colon1

Faz mais de 500 anos os nativos americanos trocavam barras de ouro e alimentos por espelhos.

Atualmente, em nossa civilização moderna, continuamos a fazer as mesmas trocas.

Ainda que a conversa neoliberal afirma que o pais está fechado e isolado do mundo chegou para mim um carregador que comprei aqui no Brasil; só que não pelos correios, chegou por Deutsche Post desde Berlin, Alemanha. Isso me deixou pensando no que afirmei acima. No meu caso adquiri um transformador e um cabo USB, que alimenta meu tablet com energia da linha elétrica. A troca foi no valor de uma saca de trigo de 60 kg., com a que se pode alimentar uma pessoa com requerimentos energéticos de 2000 calorias diárias por um período de aproximadamente 218 dias, ou seja, pouco menos do tempo da obsolência planejada até quando duram alguns produtos eletrônicos.

Alguns que se orgulham de ter o complexo de vira latas irão me falar que aqui não temos a capacidade suficiente para fabricar esse tipo de tecnologia, que os espelhos poderiam ser fabricados só por uma “civilização superior” como no meu caso os alemães. Só que esse argumento não deixa de ser um papo furado, já que no sul do Brasil, onde eu moro, mais do 50% da população é descendente de alemão e não vejo industrialização, só vejo agro-negocio.

Ainda de isso, o carregador curiosamente diz embaixo “Made in China”, esse pais que faz alguns anos era agrário, mesma coisa para a Coreia do Sul onde foi produzida minha tablet ou a Índia onde nos dias atuais o setor terciário é cada vez mais predominante.Diamond-Shield-Use-Your-Phone-as-a-Mirror-website

Ao igual que a sua, minha duvida é: já não está na hora de nossos países latino-americanos deixar de trocar ilusões por nossa produção de matérias primas?

Obviamente é importante continuar produzindo matérias primas, más também desenvolver nossa industria e fabricar nossos próprios “espelhos”, de investir pesado em educação e gerar tecnologia de ponta, de apoiar nossos governos em seus lineamentos destinados ao desenvolvimento econômico, tecnológico e social.

Chegou a hora de ter expectativas positivas para o futuro; de desenvolver os mercados financeiros para continuar com liquidez na economia, mas também de incentivar o investimento produtivo e a criação de novos IPO (Oferta Primaria de Ações) para desenvolver novas empresas e motivar o empreendedorismo.

https://twitter.com/edwalves

Tagged with: , , , ,
One comment on “Evolução do pensamento econômico latino-americano
  1. É engraçado se pediam na universidade fazer um artigo assim eu não fazia, aqui até fiz a tradução para o espanhol 😀 kkkkkk

Leave a Reply